[LP] Todo começo tem uma história pt I   5 comments

Bom, galerë.

Eu não sei o que fumei, mas me deu vontade de publicar aqui, o conto, hm, a história de Lorea e Piotr. Foi uma história que começou num RP, e acabou ficando tão grande, e bacana, que eu passei o começo (com algumas alterações) pra alguns amigos, que receberam a história muito bem.

Resolvi então, abrir a nova categoria, Lorea & Piotr, uma historinha de amor pré-adolescente, que ocorre num colégio internato (onde os alunos dormem na escola, hãm?) no interior da França. Já adiantando, Piotr é um ucraniano, filho de ex-espiões que trabalharam contra a URSS; e Lorea também é do leste europeu, da Bulgária (se não me engano xD).

De qualquer modo, só mais uma explicaçãozinha: Cada post é um personagem (Piotr ou Lorea, hãm?), e o narrador, em terceira pessoa, refere-se exclusivamente ao personagem em questão (o nome do personagem consta no início da postagem XD); o primeiro cap., Toda história tem um começo, começa… AGORA! Haven fun, comentem, e se divirtam.

——————————————————————-

(Lorea)

Let the rain fall, I don’t care
I’m yours and suddenly you’re mine
… Suddenly you’re mine.

Yeah; era que lembranças nunca iam embora esse era o pior defeito delas. Passavam os dias, passavam os lugares, passavam as experiências, mas o luto sempre a perseguia. Sabia que estava errada, que estava perdendo a sua vida, mas não conseguia fugir dele. Agora podia quase entender o porquê de tantos não quiseram que ela se envolvesse tão profundamente com alguém, ainda tão nova. Até porque, a rotina é um vício, a mais leve mudança nos deixa perdidos – a abstinência total de algo fundamental nela chega a ser demoníaco.

Sua cabeça começava a doer do nada, tinha crises de choro repentinas e surtos de nostalgia que pareciam intermináveis. Seis bilhões de seres humanos no mundo. E, um a menos, fazia muita diferença.

Não podia nem ouvir uma música em paz, não podia andar pelos corredores da escola, porque só de imaginar aquele monte de casais abraçados, só este pensamento, a fazia cair em soluços.  Era pedir demais, querer abraçá-lo, sentir o seu cheiro, passar as mãos em seu cabelo?

Fechava os olhos e podia vê-lo; ficava em silêncio absoluto e quase conseguia ouvir sua voz; se esticasse as mãos, tinha quase certeza que conseguiria tocá-lo. Ele estava ali, a todo momento, com ela. Por bem ou por mal, ela tinha que carregá-lo por onde quer que fosse. Tinha que crer que ele estava ali. Ele não podia simplesmente ter desaparecido. Não podia simplesmente, naquele momento, naquele suspiro, ele simplesmente ter deixado de existir. Não fazia sentido. Não podia ser. Num momento, ser, e no outro, não-ser. Não havia explicação – só negação. Enquanto ela negasse, ela não iria seguir adiante com sua vida – mas quem disse que ela queria seguir em frente? Quem decidiu que ela precisava seguir em frente? Seguir para onde? Fazer o quê? Pra quê? Qual o problema de todos, que simplesmente não conseguem responder essas perguntas, mas continuavam querendo que ela simplesmente aceitasse?

Será que só ela sentia isso? Só ela teve isso? Não era possível, também. Não é que ela pensasse que morrer era pra gente velha. É que ela não podia aceitar o simples morrer. Tinha que haver algo por trás. Ou depois. Durante. Em algum momento.

Apesar de tudo, ela não podia ter sido egoísta, e odiá-lo por ele não ter segurado um pouco mais o fôlego antes de suspirar pela última vez; nem odiá-lo por morrer em seus braços; muito menos pelo último olhar dele ter sido de saudades. A última lembrança que ela tinha dele era essa. Ela ao seu lado, e ele sentia saudades. Porque, ele sabia que não ia conseguir; mas mesmo assim, não poderia dizê-lo pra ela. Ela o amava demais pra deixá-lo partir assim.

É. Parecia que era – e mais uma lágrima escorreu pelo seu rosto. Uma entre milhões. Mas assim como aquele humano, aquela tinha um quê de diferente.

E, lógico, alguém tinha que ver ela naquele estado. Mas pelo menos, não era uma pessoa tão errada assim.

Anúncios

Publicado 07/19/2010 por Abigobaldo em Lorea & Piotr

5 Respostas para “[LP] Todo começo tem uma história pt I

Assinar os comentários com RSS.

  1. Pingback: [LP]Todo começo tem uma história pt II |

  2. Pingback: [LP]Todo começo tem uma história (FINAL) |

  3. Pingback: [LP] Dusk’s Outset pt II |

  4. Pingback: [LP] Dusk’s Outset pt. III |

  5. Pingback: [LP] Dusk’s Outset – FINAL |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: