John Noarms e o Divórcio Direto   2 comments

Então está aqui o mais novo personagem das nossas histórias. Novo assim, já é um velho conhecido nosso, o Sr. Noarms. Devem conhecê-lo pelo seu apelido de infância, o Joãozinho Sem-Braço. E, bom, nosso amigo, agora já crescido, Sr. Noarms, casou com a Mary, que agora assina também o seu sobrenome, sendo agora a Sra. Mary Noarms. E, coitados, sempre foram um casal tão azarado. Tudo que era de mais bizarro, de mais triste e dramático, sempre acontecia com eles, e… nada podiam fazer.

Chegou então uma crise, no casamento. Aquela família que, mesmo em toda confusão, em todos os problemas, sempre estiveram juntos, crendo que eles nada podiam fazer, fora estarem juntos, e animar um ao outro, de repente… Não se sabe quem começou. Se foi John, ou Mary, o importante é que um sabia que a culpa era do outro, e ele (ou ela) só estavam agindo como conseqüência da atitude dos outros.

Era um casal convertido, eram membros da mesma igreja há mais de trinta anos, e foram vários aconselhamentos, vários dias de oração e jejum entre os homens, entre mulheres, e vigília, mas, o outro, ah, esse parecia que não ia ter conserto! Nunca via o esforço dele(a), sempre tão fechado no que ele fazia, ou deixava de fazer, que não via que o casamento estava acabando.

E, assim, amanheceu mais um dia. Quando foi ler o jornal, que agora tinha que pegar lá na caixa de correio, já que Mary, sua ARGHT esposa, não podia se dar ao trabalho nem de pegar mais, como fizera por tantos anos (como se um braço dela fosse cair, se ela fizesse aquele esforço), ele viu, em letras garrafais, na manchete do seu jornal: PEC DO DIVÓRCIO FOI APROVADA.

E, de repente, os problemas do nosso querido amigo John Noarms, poderiam se acabar, porque, ele podia se livrar daquele peso morto que sua querida Mary se tornava: de uma vez só!

Naquele mesmo dia, ele decidiu: um divórcio. Simples, acabaria com toda aquela dor e sofrimento, e cortaria o mal pela raiz. Explicaria aos irmãos da igreja, que, no final das contas, teriam que se resignar, e aceitar, porque já estava decidido. E foi assim.

Três meses depois, voltamos a visitar o Sr. Noarms. Depois do divórcio, depois de se livrar daquele entojo que Mary se tornara, ele estaria alegre, feliz, com mil planos e sonhos, saindo de viagem, com várias histórias pra contar de aventuras que fizera e…

Bom, a casa dele estava… uma bagunça. Como se alguém tivesse saído dali correndo, e só juntou uma meia dúzia de peças de roupa, e correu como o diabo foge da cruz. Mas lá estava ele, com uma latinha de cerveja na mão, vendo Sessão da Tarde na TV, com um ar nauseabundo. Olheiras, aquela falta de expressão no olhar, e a fala meio arrastada denunciavam a depressão.

Com um pouco de esforço conseguimos fazê-lo falar, sobre o que aconteceu. Descreveu a euforia pós-divórcio como se descrevesse a sua infância, como se fosse só um sopro de luz, há muito enterrado e esquecido. Foi bem mais enfático no vazio que tomou a sua vida, e em descrever como exatamente o demônio agiu, e aprovou a PEC do Divórcio, pra que ele acreditasse que ali estava a solução dos seus problemas.

E o diabo tinha lhe passado a perna, de uma vez. Porque ele tirou Mary, sua Mary. Aquela mulher linda, que lhe dava tudo, que era perfeita. E o diabo levou-a, num piscar de olhos. Porque, tudo de mal acontecia com ele. E a PEC do divórcio, definitivamente era uma armadilha de Satanás, para enganá-lo.

E, mais uma vez, ele, John Noarms, o nosso Joãozinho Sem-Braço, nada pôde fazer.

*John Noarms é um personagem fictício, não tendo nenhuma relação com doutrinas, crenças ou pessoas reais, sendo suas histórias totalmente desvinculadas da realidade. Ou não.
Anúncios

Publicado 08/09/2010 por Abigobaldo em Opinião

Etiquetado com , ,

2 Respostas para “John Noarms e o Divórcio Direto

Assinar os comentários com RSS.

  1. – Ótima história *———*

  2. Nãoooo! A História tem tudo a ver com doutrinas, crenças e pessoas reais. Tudo está intimimamente ligado à realidade e à hipocrisia desgraçada do povo que se auto-afirma como “de Deus”.

    Uma pena na verdade. Mas é isso mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: