Retratos de Você   1 comment

Você chega no trabalho pontualmente, às vezes cinco ou dez minutos atrasados, mas nada que importa. Dá bom-dia às pessoas que encontra no caminho, mal olhando para quem está cumprimentando, embora saiba muito bem quem são.

Talvez não o seu nome, mas sabe que o bom-dia enrolado é do segurança noturno, que trabalhou a noite inteira, e agora vai pro outro emprego, de motoboy, depois de três xícaras de café; sabe que o oi esganiçado é daquela estagiária do RH, que só conseguiu a vaga pelo decote quase inapropriado no dia da entrevista; sabe que o opa foi do ascensorista, que parece ter entrado no emprego esses dias pra trás, porque bem.. opa não é muito bem o que se espera ouvir de um ascensorista.

Apesar de tudo, você não tem mais tempo pra pensar como tinha antigamente em como a palavra ascensorista é uma palavra engraçada, e era até meio non-sense, porque bem, você tem coisas mais importantes pra pensar.

Você não tem mais 20 anos e não é mais um jovem contratado. Sua namorada virou esposa, e vocês dois viraram três. Tudo aconteceu muito rápido, mas você se lembra de cada instante, de cada noite mal-dormida. Mas de repente, chegou uma hora, que ele foi pra escola, e quando você viu, ele já estava querendo ir ao show de uma banda cujo nome é impronunciável, e cujas letras você tem a certeza que devem variar entre sexo e rituais satânicos.

Bom, melhor que seja sobre sexo, você pensa, aliviado, porque, mesmo que você não vá deixar ele ir ao show, ele ouve aquele lixo todo dia, e você… bem você não tem mais controle sobre ele; não que tenha tido algum dia.

Aí está, a sua sala. Não é aquela sala que imaginou que estaria, mas também, sustentava sua casa, é isso que importa, né? Com aquele suspiro ainda preso dentro de si, você repete mentalmente o mantra que tem estado na sua cabeça nos últimos três anos, não desanime. Até porque, ainda é o primeiro dia da semana. Como aquele, ainda haveria mais quatro.

Sua vida é normal. Você é um cara na média. Medíocre. Acorda, trabalha, engorda, se estressa, dorme, e, tudo de novo.

Se você tem gosto em viver? Você não tem tempo pra pensar em gostar ou não gostar, uma crise bate à porta, e se você não trabalhar, aí sim vai ter tempo de sobra. E tempo, ou pensar, é a última coisa que você quer.

Anúncios

Publicado 11/09/2010 por Abigobaldo em Opinião

Etiquetado com ,

Uma resposta para “Retratos de Você

Assinar os comentários com RSS.

  1. Gostei =]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: