O pretérito, no futuro.   2 comments

Se um dia fosse escrever o que passou
Como se uma caneta pudesse expressar
Se um dia fosse quando tudo se acabou
Como se nossa memória não fosse falhar

Eu não esconderia as nossas brigas
-porque foram elas que nos moldaram
Eu não fugiria de todas as intrigas
-nelas as nossas almas se encontraram

Não mentiria que foi miraculoso
Foi na simplicidade que você me fisgou
O amor não tem nada misterioso
Na rotina que seu sorriso me conquistou

Mas de todas as coisas, o que eu queria dizer
Do fundo da minha alma, sem me arrepender
É que um dia te fiz sorrir, que sem você saber
Eu me declarei, e você quem quis se envolver

Anúncios

Publicado 03/10/2011 por Abigobaldo em dorgas

Etiquetado com ,

2 Respostas para “O pretérito, no futuro.

Assinar os comentários com RSS.

  1. *-* que lindooo isso!

  2. sou apaixonada pelo que você escreve.
    e dizer isso é ser redundante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: