Depois daquela partida.   Leave a comment

Eu olho pra trás e não consigo ver o que passou
A lembrança não passa do que o vento soprou
Todos aqueles dias escritos na minha memória
Esperando pela poeira que ainda não assentou

Fico perdido, desisti de entender
Qual delas poderia ser eu e você?
Levando os olhos tentando ver
Aonde foi que eu fui perder você?

O tempo passa, sem minha história mudar
Eu já perdi a fé no poder dele vir me curar
E olho pro vazio que você costumava ocupar

Não imaginava que você iria embora
Eu pensei que estaria contigo lá fora
Não sei o que espera que eu ainda faça
Com os planos que sobraram pra agora

Anúncios

Publicado 03/11/2011 por Abigobaldo em dorgas

Etiquetado com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: