Suas ironias.   1 comment

Você me pedir pra escrever é no mínimo estranho. Estranho porque é sua culpa, se eu não tenho mais escrito. É sua culpa que eu não consigo mais escrever, e toda vez que estou na segunda ou terceira linha eu paro – e penso em você.

E daí eu não consigo mais me concentrar, não tenho mais a ordem das idéias na minha cabeça, pareço uma criança que lê Goethe pela primeira vez e, de tão impressionado com aquelas palavras, aquela profundidade de descrição de sentimentos e de vida, eu fico assim, te olhando, te encarando – admirando.

É no mínimo estranho também, se eu considerar à primeira vista que eu não consigo sonhar com você. Estranho porque de repente, tenho convivido e conversado com você desde sempre, e isso faz tão parte do meu dia-a-dia como o leite-com-toddy no café da manhã e ouvir Sixpence.

Mas se torna até razoável, quando eu entendo que nem a melhor das minhas fantasias, o mais absurdo do meu desejo, nem mesmo a mais fértil peça da minha imaginação pode se comparar a tudo aquilo que você é.

Conviver com você não tem sido um sonho – tem sido um delírio.

Anúncios

Publicado 04/01/2011 por Abigobaldo em dorgas

Etiquetado com ,

Uma resposta para “Suas ironias.

Assinar os comentários com RSS.

  1. ok… não vou pedir mais hahahahaha ;**

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: